Poupança – Guia Completo

por | 6 de abril de 2018

Poupança - Guia Completo

Guia completo sobre a Caderneta de Poupança

O que é a Caderneta de Poupança?

Popularmente chamada de poupança, é a forma de investimento que apresenta o mais baixo risco no Brasil. Há regras estabelecidas pelo Governo Federal que regem as políticas ligadas à caderneta de poupança. Considerado o investimento mais tradicional para o brasileiro, são possíveis tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. As contas bancárias destinadas à caderneta de poupança são simplesmente chamadas de Conta Poupança. Os valores aplicados nessas contas serão automaticamente aplicados na caderneta de poupança tendo uma liquidez diária e remuneração mensal. As remunerações serão baseadas em taxas predefinidas pelo governo brasileiro através de padrões legalizados. Para pessoas físicas, os rendimentos deixados na caderneta de poupança são isentos de imposto de renda.

História da caderneta de poupança:

As contas poupança foram criadas pelo imperador Dom Pedro II no ano de 1861, quando instituiu a Caixa Econômica Federal e a regulamentou. Na época tinha o objetivo de remunerar os depósitos com juros de 6% anualmente. Esse tipo de investimento, antigamente, era destinado a pessoas de baixa renda, permitindo depósitos de até 50 mil réis. Com o passar do tempo houve novos decretos que adequaram a poupança às mudanças na economia e na sociedade.

A nova poupança concebida em 2012 determina por legislação que os depósitos a partir de 4 de maio de 2012 tenham rendimentos variáveis de acordo com a SELIC. Com essas alterações a caderneta de poupança passou a ser indexada pela taxa da Selic. Além disso, em períodos de alta da Selic a poupança tem um teto de rentabilidade de 0,5% ao mês. Em conclusão, o máximo de rendimento mensal da caderneta de poupança é esse, mesmo se a Selic estiver alta. A rentabilidade anual é calculada em média a 6% ao ano e desde a instituição do plano real, o investimento vem sofrendo quedas. Essas quedas se devem às políticas econômicas instauradas no país para controle inflacionário.

Prós e contras de realizar investimentos na caderneta de poupança:

Popularmente considerada um investimento seguro e a forma mais antiga de investimento no Brasil. Vejamos algumas das vantagens e desvantagens de fazer investimentos em caderneta de poupança:

Vantagens:

  • A liquidez da poupança é diária, portanto ao abrir uma conta poupança você poderá sacar quando quiser.
  • Não há tributos como o Imposto de Renda ou IOF que incidam, a poupança é isenta de impostos.
  • Para abrir uma conta poupança é simples e fácil já que não há taxas cobradas para manutenção de uma conta pelo banco.
  • Se a Selic estiver alta, a sua rentabilidade também será.
  • Rentabilidade anual de cerca de 6% mais os indexadores da economia brasileira.

Desvantagens:

  • Caso o banco quebre, o investidor terá uma garantia de receber no máximo 250 mil reais.
  • A curto prazo não é interessante investir na caderneta de poupança, caso o dinheiro fique menos de 30 dias o banco não pagará os juros.
  • Com as taxas de inflação na economia controladas, a rentabilidade pode ser menor do que a própria inflação. Isso, neutralizará qualquer ganho com o próprio investimento.
  • Apesar de ter alta liquidez, a remuneração estará de fato em sua conta poupança somente uma vez por mês.

Passo a passo para investir na caderneta de poupança:

A pessoa que já tem uma conta corrente no banco, poderá simplesmente fazer a transferência de saldos pelo Internet Banking. Também há a opção de investir através dos caixas eletrônicos disponibilizados nas agências bancárias para depósito. Quem ainda não tiver conta em banco precisará abrir uma caderneta de poupança. Para fazer isso, você precisará comparecer a uma agência bancária com os seguintes documentos em mãos:

  • RG (original e cópia).
  • CPF (original e cópia).
  • Comprovante de residência: uma conta atual que esteja em seu nome e mostre o endereço de envio.
  • Comprovante de renda: os documentos que podem servir de comprovante de renda são a carteira de trabalho assinada, declaração atual de imposto de renda, holetire (que traz informações mais específicas sobre os ganhos) ou o DECORE (que pode ser emitido por um contador).

Pessoas que podem se beneficiar investindo na poupança:

A pessoa que deseja iniciar a realização de investimento mas tem pouco dinheiro, pode pensar nessa opção. Além de ser um investimento sem custo de taxa adicional para início, não exige um valor mínimo para abertura da conta. Também não há necessidade de investimentos contínuos e mensais, o investidor simplesmente pode deixar aquilo que consegue poupar mensalmente na caderneta de poupança. Portanto, independe do valor que consegue poupar a cada mês.

A pessoa que planeja investir um dinheiro a longo prazo para eventuais situações de emergência também pode considerar esse tipo uma opção. Assim, é interessante porque os rendimentos anuais podem ser seguros para quem deseja um investimento a longo prazo. É importante, caso você esteja considerando investir nessa modalidade considerar esses fatores, além da inflação. Pois, a longo prazo, dependendo das taxas inflacionárias em nosso país; será possível perder o dinheiro para a inflação.

Boa para pessoas que buscam aplicações com liquidez diária e resgates parciais sempre que necessário

Essa é uma opção interessante porque no caso de uma eventual necessidade para pessoas com renda variável poderá ser importante. Essa modalidade pode ser considerada uma reserva para eventuais emergências que sempre podem aparecer ao longo da vida.

Sendo assim, a caderneta de poupança não é indicada para investidores e traders que precisem lucrar com seus investimentos, pois as taxas de aplicação apresentam rendimentos menos atrativos. Os investimentos em outras opções disponíveis no mercado podem render mais hoje em dia do que a poupança, mesmo a longo prazo.

Como as leis são diferenciadas para quem possui dinheiro aplicado nas antigas cadernetas de poupança, a possibilidade de rentabilidade é maior. As regras aplicadas são as mesmas da antiga poupança, que trazem maiores vantagens aos investidores antigos. Novos investidores podem se beneficiar mais com outras opções.

Conclusão

A caderneta de poupança foi criada em 1861 para proteger o dinheiro do investidor, garantindo a manutenção do poder de compra. Com as mudanças na economia brasileira, o investimento se tornou mais interessante para aquelas pessoas que procuram garantir alguns recursos a longo prazo. Por mais que seja considerado segura, há uma variedade de possibilidades no mercado de investimentos que tornam a poupança um pouco menos atrativa do que era no passado. Mesmo assim, ainda é a aplicação de renda fixa mais popular no Brasil e constitui-se também no meio de aplicação mais tradicional.

Os percentuais de ganhos obtidos podem perder para a inflação de acordo com as flutuações da economia brasileira. Justamente esse fator tornou o investimento uma opção menos interessante para quem deseja ser trader. O ideal é que o investidor hoje busque uma diversificação de possibilidades de investimento, cobrindo diversas oportunidades. Isso permitirá a diluição de eventuais perdas e a maximização dos lucros vindos de investimentos que tenham boas taxas.

Originally posted 2018-04-06 15:14:14.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *