Fundos Imobiliários – Guia Completo

por | 6 de abril de 2018

Fundos Imobiliários - Guia Completo

Fundos Imobiliários – Guia Completo

O que são fundos imobiliários?

São fundos que compõem os investimentos no setor imobiliário em comunhão de recursos. Os fundos imobiliários geralmente são constituídos por uma instituição administradora, ou seja uma financeira. Assim, as instituições administradoras ficarão responsáveis por constituírem o fundo e realizarem todo o processo de captação de recursos. A captação consiste na venda de cotas direcionadas aos investidores. Os recursos captados através da venda das cotas serão disponibilizados para empresas do setor imobiliário, para fins residenciais ou comerciais.

Condomínio fechado

Os fundos de investimento imobiliário são constituídos sob a forma de condomínio fechado. Isso significa que o investidor não poderá resgatar as suas cotas antes do prazo de duração do fundo. Como a maioria dos fundos são de prazo indeterminado, caso o investidor queira resgatar terá que vender as suas cotas no mercado.

Classificação dos fundos imobiliários

Esses fundos direcionados ao investimento de ativos no setor imobiliário podem ser divididos em duas categorias principais:

  • Fundos de tijolo: são conhecidos como fundos físicos e administram imóveis como shopping centers, prédios de empresas, etc.
  • Fundos de papel: o patrimônio desse tipo de fundo imobiliário está em forma de aplicações financeiras do tipo LCI, LCA, CRI ou CRA.

Portanto, ao investir em um fundo imobiliário você poderá se tornar cotista do patrimônio de um shopping ou grade empresa, como acionista. Por isso, as características desses fundos se dividem em duas, as físicas e as financeiras.

Vantagens em investir em fundos imobiliários

Ao investir em um fundo imobiliário, o cotista poderá se tornar dono parcialmente do negócio sem ter que pagar o valor total da compra do imóvel. Há uma diversificação, também, no mercado de ativos desse tipo de fundo. Por exemplo, é possível investir em diversos tipos de imóveis. Que, por sua vez, são parte do patrimônio de hotéis, shoppings, condomínios residenciais ou de negócios, etc. Assim, as receitas que são geradas a partir dos negócios da empresa serão redistribuídas aos cotistas periodicamente. É como se você fosse realmente dono parcial do negócio. Em seguida, os lucros serão redistribuídos para quem detêm as cotas proporcionalmente.

Outra vantagem é que ao investir em fundos imobiliários a administração do negócio estará a cargo de especialistas. Todo o processo de trâmites de compra e venda, medidas para fazer o negócio crescer etc. não serão tarefa do investidor. Além disso, o preço dos imóveis que fazem parte do patrimônio dos fundos pode aumentar, gerando crescimento para o patrimônio do cotista investidor. Assim, pessoas físicas que investem no fundo estão isentas de Imposto de Renda desde que obedecidas algumas regras pré-estabelecidas.

Como funcionam os fundos de investimentos no mercado?

Geralmente, os fundos de investimento, contam com um gestor especializado. Esse gestor fará o trabalho de acompanhamento do mercado bem como do patrimônio do fundo. Em seguida, em função dos resultados obtidos, realizará a alocação dos recursos necessários aos investimentos para que haja otimização dos investimentos. Por exemplo, grande parte dos fundos atua na área de avaliação de imóveis para locação, verificando quais as possibilidades melhores de investimento.

Em segundo lugar, outra forma que os fundos de investimento obtêm lucros seria com a valorização do patrimônio das empresas beneficiárias. Essa valorização de patrimônio está ligada ao bem imóvel em si. Geralmente os gestores procuram imóveis com potencial de valorização pois não arriscarão perdas. Por exemplo, com estruturas e bens que já estejam supervalorizados.

Os fundos imobiliários de papel são considerados geralmente um pouco mais estáveis. Isso se deve ao fato de que boa parte desses fundos é formada por títulos de renda fixa. Os lucros dos fundos imobiliários de papel têm rendimentos de ativos. Assim, a valorização das cotas estão disponíveis no mercado financeiro de especulação. Há opções de investimentos em fundos imobiliários através de carteiras variadas. Essas podem ser recomendadas pelos especialistas ou sua instituição escolhida para intermediar o investimento.

Compre ativos do fundo imobiliário de investimentos em poucos cliques

Como home broker, será possível comprar ativos de fundos de investimento imobiliários rapidamente. O surgimento dos sistemas integrados e informatizados possibilitou a compra desse tipo de ativos até mesmo através de seu Home Baking. O fundamental para o investidor iniciante em fundos imobiliários é saber como escolher as melhores oportunidades de investimento. Esse tipo de fundo é muito indicado para investidores que buscam viver de renda ou negociarem cotas no mercado financeiro.

O processo de compra de ativo é muito simples. Escolha sua empresa investidora, crie uma conta e selecione a carteira de investimentos mais adequada ao seu perfil. Para conseguir movimentar esse tipo de investimento através de corretora, será preciso se cadastrar e criar uma conta online. Assim, hoje em dia é possível investir em poucos cliques nos fundos de investimentos imobiliários.

As tributações existentes sobre os fundos imobiliários

Diferentemente da renda de aluguéis que sejam recebidos de propriedade direta, os fundos de investimento imobiliário são isentos de Imposto de Renda. Essa isenção incide sobre os investidores que são pessoas físicas, os impostos serão recolhidos somente quando as cotas forem vendidas com valor superior ao da compra. Levando em consideração as alterações no valor do dinheiro. Ou seja, as cotas serão corrigidas de acordo com estimativas econômicas para avaliação dos lucros. Há taxas de corretagem cobradas na realização da ordem da parte do investidor junto à BM&FBovespa. Além disso, há taxas administrativas que são relativamente baixas em comparação com as práticas do mercado.

Há riscos em investir em fundos imobiliários?

Assim como todo investimento sempre há riscos, não há uma fórmula definitiva de sucesso. Porém, deve-se levar em consideração alguns pontos a serem indicados como risco para o investidor:

  • Os problemas de inadimplência de inquilinos, para investidores que compram cotas para patrimônios de locação.
  • Problemas com a liquidez, porque apesar de hoje estarem sendo vendidas com maior facilidade as cotas podem ser mais difíceis de vender. Caso você precise de imediato, poderá perder dinheiro.
  • Variações nos valores de mercado podem fazer seus investimentos perderem valor, da mesma forma que podem se valorizar. Isso significa um risco.
  • Um imóvel que está disponível para aluguel pode passar um tempo desalugado até que seja possível encontrar o próximo inquilino. Esse tipo de risco é chamado no mercado de vacância.
  • Não será possível escolher exatamente o imóvel desejado. O fundo passa por uma comissão gestora que escolhe os caminhos de investimento e toma as decisões.

Como escolher seus investimentos em fundos imobiliários?

Será importante que você faça uma análise minuciosa dos dados das opções de fundos. Verifique os imóveis que façam parte da carteira de investimentos. Os imóveis são considerados atrativos para o mercado sempre que o retorno for superior às taxas de retorno da caderneta de poupança. Portanto, esteja atento aos índices de retorno de outros tipos de investimento de renda fixa para comparar as possibilidades da sua carteira.

Obtenha todas as informações possíveis sobre o setor de investimento em fundos imobiliários. Não dê um tiro no escuro, esse tipo de investimento está diretamente ligado às oscilações da economia brasileira. Você estará investindo em patrimônios de imóveis e estruturais, portanto analise as perspectivas de queda ou crescimento para o setor. Também verifique se o preço do fundo desejado está apropriado para suas expectativas de lucro. Se for preciso, contrate um consultor para lhe ajudar na análise e na escolha da carteira.

Há uma influência direta das oscilações do setor imobiliário na bolsa de valores sobre o valor das cotas. Outro fator a ser considerado é a volatilidade, são investimentos que estão disponíveis na bolsa de valores. Os períodos de recessão econômica geram inadimplência e vacância de inquilinos para os imóveis, consequentemente trazendo possibilidade de prejuízos caso a venda seja necessária.

Conclusão

Em conclusão, pode-se dizer que os fundos de investimento imobiliário são uma boa opção para investidores que desejam se tornar sócios de empreendimentos imobiliários. Possuem uma boa rentabilidade e possibilitam o investimento a partir de montantes relativamente baixos. Com a valorização dos imóveis é possível conseguir resultados lucrativos e um patrimônio aumentado. Como as cotas dependerão do preço de mercado para a venda, pode-se conseguir excelentes resultados ou não. Por isso, a escolha do tipo de investimento deve ser feita de maneira correta, com especialistas gestores que conheçam bem esse mercado. Os maiores bancos do Brasil também oferecem possibilidade de investimentos em carteiras diversificadas que otimizam as possibilidades de lucro e podem garantir maior segurança para seus investimentos.

Originally posted 2018-04-06 15:11:27.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *